Transtorno do Espectro Autista: 15 Estratégias Inclusivas de Ensino

24/07/2020
imagem ilustrativa quebra cabeça colorido
imagem ilustrativa quebra cabeça colorido

Um dos primeiros passos para desenvolver boas estratégias de ensino para atender alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) é conhecer um pouco mais sobre as características do transtorno e as características do indivíduo. 

É fato que mesmo apresentando um diagnóstico igual, cada pessoa com o Transtorno no Espectro autista terá suas particularidades, sua forma de expressão e compreensão do mundo.

Por isso dizemos que não há uma "receita", uma única metodologia ou atividades específicas para ensinar alunos com autismo (TEA).


Se não há um fórmula, por onde começar?

Um primeiro passo é conhecer o Transtorno do Espectro Autista, que "engloba diferentes condições marcadas por perturbações do desenvolvimento neurológico com três características fundamentais, que podem manifestar-se em conjunto ou isoladamente. 

São elas: dificuldade de comunicação por deficiência no domínio da linguagem e no uso da imaginação para lidar com jogos simbólicos, dificuldade de socialização e padrão de comportamento restritivo e repetitivo." 

Fonte:  https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-do-espectro-autista-tea/ 


As dificuldades de comunicação (compreensão e expressão), socialização e os padrões de comportamento restritivo e repetitivo trazem um grande impacto no processo de ensino e aprendizagem na escola.

Por isso separamos 15 estratégias que vão te auxiliar a refletir sobre o processo de inclusão escolar com qualidade de ensino do aluno com o Transtorno do Espectro Autista: 


1. Evite excesso de informações visuais nas paredes e corredores, isto não auxilia a localização e pode trazer uma sobrecarga sensorial desnecessária.

2. Apresente os espaços da escola, onde ficam os banheiros, o refeitório, a quadra entre outros;

3. Você pode utilizar fotos dos locais  antes da mudança de ambientes, para realizar antecipações, quando necessários;


Ilustração festa junina
Ilustração festa junina

4. Em dias de eventos na escola o espaço fica alterado, muitas vezes percorrer o espaço com o aluno antes do início da atividade, facilita sua readaptação; 


5. É muito importante conhecer e estabelecer uma ligação com os profissionais e os colegas que o aluno ou aluna irá conviver na escola; O vínculos traz segurança e favorece a aprendizagem;

6. É fundamental garantir que o aluno ou aluna tenha uma rotina estruturada;

7. Estabeleça a sequência das atividades e utilize de referências visuais para comunicação;

8. Rotina traz previsibilidade e diminui a agitação, comportamentos estereotipados, ansiedade e dispersão.

9. Cumpra a rotina programada, evite exagerar na quantidade de atividades programadas;


    10. Normalmente respondem mais aos estímulos visuais. Por isso utilize imagens, gravuras, material concreto como apoio à aprendizagem.

    11. Diversifique as superfícies de escrita: caderno, lousa, materiais mais lisos entre outros;

    12. Comece do espaço amplo para o mais restrito: 

    13. Sulfite A3, pautas ampliadas e caderno de desenho;Evite atividades de escrita muito longas, defina seu objetivo e, se for preciso, divida a atividade em etapas;


    ➡️ Mais informação e orientação sobre Educação Inclusiva. 👍

    Inscreva-se aqui: https://t.me/incluzap 


    14. Utilize o calendário como rotina, enfatizando as datas, dias da semana, meses e o ano.

    15. Em situações problemas, utilize referências concretas


    Fabiana Leme
    Fabiana Leme

    Aqui no artigo falamos sobre rotina. 


    Você sabia que aqui no site temos 2 arquivos para você BAIXAR GRÁTIS?

    Aproveite e se tiver dúvidas sobre como utilizar as rotinas em casa ou na escola, mande uma mensagem para nosso WhatsApp (11) 95956-5945;
    Até o próximo conteúdo,