Dicas de atividades

Para conhecer, vivenciar o mundo, a criança precisa brincar, criar e inventar. Com os jogos , ela desenvolve o seu raciocínio, aprende a criar estratégias, atenção, equilibrar suas emoções e conduzir seu conhecimento de forma divertida e espontânea: no jogar, ela constrói um espaço de experimentação, de transformação entre o seu mundo e o externo.

Quem não gosta de brincar?
Difícil responder não á essa pergunta!
E se a brincadeira ainda trouxer, além da diversão, aprendizado e estimular o desenvolvimento psicomotor, melhor ainda, não é?
Minha sugestão é o Bambobol!
Sabe aquela atividade simples, gostosa e que trabalha muitas coisas que a gente nem percebe?
Ela é tudo isso, confira!

O fim do ano está chegando novamente.
Mas este ano, a sensação de sobrecarga, de aumento de trabalho, cansaço, pouco rendimento, dificuldade de levantar da cama, trabalhar em modo automático e sensação que o tempo está passando e que não há aproveitamento está muito maior do que nos anos anteriores.

Muitos alunos com deficiência intelectual, com transtornos do espectro autista ou com dificuldades acentuadas na aprendizagem apresentam dificuldades para compreender a multiplicação como adição de fatores iguais e suas relatividades.