3 dicas para elaborar um PDI* que funciona!

Fabiana Leme de Oliveira 

O Plano de desenvolvimento individual é uma metodologia de registro e coleta de dados direcionada às necessidades individuais e específicas de alunos com deficiência ou transtorno do espectro autista e altas habilidades. Este plano deve conter informações sobre:

*Plano de desenvolvimento individual do aluno 

Contexto familiar

Histórico clínico atualizado

Profissionais que atuam diretamente com o aluno

Avaliação pedagógica nas diferentes áreas;

Recursos específicos de acessibilidade;

Objetivos de aprendizagem

Estratégias de ensino

Reavaliação e  Replanejamento

Para elaborar um plano que realmente atenda às necessidades do seu aluno , da sua aluna veja essas 3 dicas importantes:

1ª - Estabeleça junto à família um vínculo de parceria no processo de ensino e aprendizagem. 

Além da fase de coleta de dados, orientações e a exigência de seguimento nos encaminhamentos, estabelecer a parceria com a família é fundamental para que seu Plano realmente se desenvolva. Socialize seu planejamento com os familiares do aluno, solicite que algumas habilidades desenvolvidas na escola tenham continuidade em casa, principalmente no que se refere a autonomia;

2ª - No estabelecimento de objetivos para a aprendizagem, individualize seu olhar sem perder o contexto da sala de aula. 

Por exemplo: Se a turma do 4º ano está estudando frações e seu aluno ainda não adquiriu o conceito de número, você pode estabelecer como objetivo de aprendizagem individual que o aluno reconheça o conceito de metade em materiais concretos por exemplo; Evite que os objetivos do aluno se afastem do contexto da turma.


3º - Foco. Mais importante do que avaliar e estabelecer metas de aprendizagem é se concentrar em metas de curto prazo sempre enfocando alguns aspectos de cada vez.

Por exemplo, se na sua avaliação o aluno precisa aprender a escrita do seu nome e esta será uma meta central no seu planejamento, os outros objetivos vão sendo inseridos de forma menos intensa, tais como: reconhecer o alfabeto, compreender o conceito de sílaba entre outros.

O seu foco e, por consequência, a maior intensidade de tarefas que ajudem o aluno a conquistar esta meta será nas atividades de reconhecimento do nome por ser este um objetivo prioritário no seu planejamento.

Categorias

Espero que estas dicas te auxiliem a pensar e elaborar um Plano de desenvolvimento individual para seu aluno, para sua aluna que realmente auxilie e faça sentido em sua prática.

Se tiver dúvidas e sugestões, aproveite os comentários aqui abaixo.