5 dicas para utilizar o Calendário: Adaptações curriculares

Fabiana Leme de Oliveira

Foto parcial dos dias do mês impresso
Foto parcial dos dias do mês impresso

Um conteúdo fundamental, principalmente nos anos iniciais, é a compreensão do uso do calendário como um marcador social para a passagem e a organização do tempo.

Quando estamos atuando com alunos com deficiência ou com autismo precisamos avaliar se esse conceito foi aprendido de fato, mesmo após o processo de alfabetização.

Além do mais toda a turma poderá se beneficiar de um trabalho sistematizado, utilizando o calendário como recurso pedagógico.
A própria Base Nacional Comum Curricular enfatiza a Habilidade de "reconhecer e relacionar períodos do dia, dias da semana e meses do ano, utilizando calendário, quando necessário" (EF01MA17), desde o primeiro ano do ensino fundamental.

Então como realizar adaptações nesse conteúdo tão importante de forma que todos possam acessar? Vamos à algumas orientações:

Foto de calendário ampliado e em Braille - Divulgação/Fundação Dorina
Foto de calendário ampliado e em Braille - Divulgação/Fundação Dorina

1. Organize o material didático para que seja acessível ao aluno, ou aluna:

É muito importante que o aluno com deficiência ou com autismo receba o material de forma simultânea aos outros alunos e que esse esteja acessível. Por exemplo: 

  • Para uma aluno com cegueira, é preciso que o material esteja em Braille.
  • No caso de alunos com baixa visão o material precisa estar ampliado e com bom contraste.
  • Alunos com deficiência intelectual ou com autismo, talvez precisem de calendários construídos com materiais mais concretos ou com uma organização na confecção (falaremos mais sobre disso logo abaixo)

2. Utilize materiais concretos para ampliar a compreensão

Foto parcial de calendário com números avulsos e plastificados
Foto parcial de calendário com números avulsos e plastificados

Utilizar diferentes recursos para a compreensão do uso do calendário é muito importante para alunos com deficiência intelectual, com autismo ou com grandes dificuldades na compreensão.

O fato de associar uma atividade motora à atividade intelectual de compreensão de números, dias da semana, meses e o ano amplia a aprendizagem.

Mesmo alunos muito comprometidos podem realizar essa atividade com apoio e com mediação do professor ou de outro profissional que atua próximo ao aluno.

Também é indicado para alunos com deficiência física que afeta a coordenação motora para escrita.

3. Faça do uso do calendário uma atividade permanente

Planeje sua rotina para que as atividades de registro e reconhecimento dos dias da semana no calendário sejam permanentes em sua prática.

Conforme o aluno ou aluna for compreendendo o uso do calendário, será possível retomar mentalmente qual é o dia da semana, que dia será amanhã, quantos dias não haverá aula entre outros. Até esse conhecimento estar bem consolidado, é preciso manter a atividade com apoio de material concreto e individual para o aluno.

4. Dê função significativa para essa atividade

Atribuir significado é fundamental para o processo de aprendizagem. Mesmo que toda a turma já domine o uso do calendário, promova alguns momentos valorizando a atividade para o aluno que ainda está em processo de aquisição;

Você pode escolher cada dia um aluno como "tutor" para o uso do calendário que vai auxiliá-lo na montagem do dia ou solicitar que o aluno exponha para a turma qual dia é hoje, mesmo através de cartões no caso de alunos não verbais.

5. oriente a família para utilizar em casa

Foto: 2 blocos de calendários
Foto: 2 blocos de calendários

É muito importante que essa atividade não fique apenas na escola. Oriente os pais e familiares para utilizarem o calendário em casa com os filhos. 

Eles podem destacar o dia do aniversário de cada um, marcar os dias que não terá aula, que dias vão ter um passeio entre outras questões.

Nesse sentido que tal preparar uma reunião de pais formativa para sua turma?

Sim, você pode preparar um roteiro de orientação para explicar para os pais a importância de ensinar os dias da semana para as crianças, as datas significativas, os meses do ano. 

Orientem que as crianças possam marcar os dias com um X ou pintando, que cada dia um irmão pode pintar mantendo a igualdade e a motivação na atividade.

E você utiliza o calendário na sua sala de aula? Esse artigo colaborou sobre a reflexão de sua prática? Tem alguma dúvida ou sugestão? 

Aproveite e escreva nos comentários.

Foto: Fabiana Leme
Foto: Fabiana Leme

Conheça também o INCLUzap, o WhatsApp da Inclutopia com muito conteúdo e informação, toda terça e sexta-feira.
Totalmente gratuito! Como participar?
Mande um WhatsApp para (11) 95956-5945 solicitando sua inserção ou clique na figura abaixo!