Brincando com rimas: auxiliando a alfabetização

Fabiana Leme de Oliveira 

No dia a dia em salas de aula de alfabetização, nos deparamos com alunos que apresentam alguma dificuldade para aprender a ler e a escrever e que muitas vezes precisam de maiores recursos e diferentes estratégias!

Em nosso cotidiano atarefado e com múltiplas exigências como conseguir isso? Como variar suas atividades, oferecer recursos diferenciados e conseguir melhores resultados em suas intervenções? A resposta é um pouco complexa, mas neste post vamos te ajudar com uma dica de atividade bem simples e custo ZERO, ok?

Rima das cadeiras

Objetivos: 

  • Percepção do som final das palavras;
  • Trabalho em equipe;
  • Estímulo à liderança;

IMPORTANTE: Professor(a), prepare-se antes, para realizar esta brincadeira! Faça uma coletânea de palavras que rimam e mantenha esta anotação para sua consulta durante o jogo, afinal em muitos momentos você terá que dar pistas;

Como jogar:

Divida a classe em 2 times, de acordo com seus critérios;

Coloque a frente da sala 10 cadeiras, sendo 5 para cada time;

Explique as regras:

  • O professor vai falar uma palavra, por exemplo: AVIÃO e os 2 times precisam dizer uma palavra que rima com a palavra selecionada;
  • O time que acertar, ganha o direito de mandar uma criança para sentar em um das cadeiras.
  • O time que errar não enviará nenhuma criança;
  • Anote as palavras ditas no quadro, separadas em colunas, de acordo com a rima;
  • Não vale palavras repetidas;
  • Quando um time completar as cinco cadeiras ele vence!

** Dicas extras: Aproveite esta atividade para fazer uma grande lista de palavras que rimam, então as crianças podem jogar 2 ou 3 vezes e ampliar a lista;

Aproveite para somar os pontos das equipe e coloque valores diferentes para cada criança sentada na cadeira: por exemplo: cada criança sentada vale 2, 5 ou 10 pontos; Solicitem que somem para verificar quem ganhou;

Se na sala você tiver alunos que apresentem dificuldades em compreender a atividade de rima, devido a problemas de linguagem, deficiência intelectual, transtorno do espectro do autismo procure inseri-los nos grupos estimulando a sua participação. 

Você pode em alguns momentos mostrar alguns cartões com figuras para auxiliar sua compreensão e ampliação de vocabulários, por exemplo: AVIÃO; BALÃO; BOTÃO etc. Estes cartões podem ser confeccionados junto com este aluno com gravuras de revistas, enquanto os colegas realizam a cópia das palavras ou atividades complementares;

Assim este aluno estará realizando uma atividade dentro de seu potencial, com o mesmo tema e objetivo da turma. Isto é inclusivo!