3 Dicas para estimular a linguagem de crianças com Deficiência Intelectual

Fabiana Leme de Oliveira 

No desenvolvimento da linguagem de crianças com deficiência intelectual é muito importante que família e escola se envolvam ativamente. 

Separei 3 dicas simples, mas muito importantes para auxiliar na estimulação e ampliação de vocabulário, entendimento e comunicação. 


Aproveite as situações  que acontecem no cotidiano e use a linguagem trazendo mais significado para o que é dito. 

Desde arrumar a cama, na hora da refeição, ao tomar banho, nas brincadeiras espontâneas, andando pela rua enfim lembre-se de nomear os objetos, observar e ouvir o que a criança tem a dizer auxiliando-a a organizar seu pensamento.



Use e abuse de diferentes histórias, livros, vídeos onde a criança tenha o contado com diferentes narrativas.

Mas é muito importante que você lembre: nada substitui a sua presença e sua intervenção na estimulação da linguagem.

 É preciso que ela tenha oportunidade de falar sobre o que viu, sobre o que entendeu e auxílio na organização de seu pensamento e fatos da história.

A crianças com deficiência intelectual podem apresentar dificuldades em compreender regras e o fluxo da brincadeira.

A mediação é muito importante para que a criança comece a aprender e observar seus colegas durante as brincadeiras, expressando suas vontades e preferências.

Também é fundamental esclarecer para todas as crianças que o fato da deficiência intelectual pode trazer algumas características específicas, mas não impede da criança aprender as regras de um jogo por exemplo. É preciso evitar situações de  discriminação ou superproteção.