Meu aluno não aprende, e agora?

Fabiana Leme de Oliveira

Vamos iniciar o segundo semestre e neste percurso já percebemos alguns alunos com muita dificuldade em adquirir os conceitos, em se alfabetizar, em compreender a matemática e muitas vezes estão dispersos e até com problemas de comportamento na escola.

Neste momento aprimorar nosso olhar, nossa avaliação na sala de aula é fundamental e precisamos saber diferenciar as situações que estão acontecendo para encaminhar e orientar corretamente o aluno, a aluna e sua família;

Desenho de mulher com mãos na cabeça, olhos arregalados e boca aberta
Desenho de mulher com mãos na cabeça, olhos arregalados e boca aberta

Nem toda dificuldade é um transtorno ou uma deficiência, ao longo do processo escolar é normal apresentar alguma dificuldade com algum conteúdo, pois o ato de aprender não é linear e é preciso destacar que o aluno tenha diferentes oportunidades de acessar o conteúdo com diferentes estratégias. Considere as seguintes orientações e sugestões para o seu dia a dia:

  1. Converse com o aluno: Assim que perceber a dificuldade de assimilação converse diretamente com o aluno, verifique quais hipóteses ele está elaborando, se apresenta falta de repertório ou de algum conceito anterior fundamental a compreensão do conteúdo aprendido;
  2. Procure variar a metodologia, trabalhar com duplas ou grupos solicitando que o aluno que já aprendeu o conteúdo explique para seu colega, traga outros exemplos com apoio de estratégias que explorem outros sentidos, por exemplo: elaboração de maquete, dramatização, figuras como apoio visual, vídeos explicativos, estudo do meio entre outros.
  3. Divida o conteúdo em unidades menores e retome com o aluno, procurando garantir o entendimento a cada nova etapa;
  4. Proponha exercícios complementares ou a participação em aulas de reforço específicas, em pequenos grupos ou individualmente. Nestes espaços deve-se priorizar a participação ativa do aluno para que sua opinião, suas dúvidas surjam e assim o professor poderá orientar melhor seu estudo;
  5. Faça um breve levantamento no histórico do aluno junto à família, verificando se há dificuldades anteriores ou persistentes. Para te ajudar veja nosso artigo: Inclusão Escolar: Roteiro para a conversa inicial família e escola
imagem parcial de uma folha de caderno com texto escrito e ao final destaque com caneta marca texto amarela
imagem parcial de uma folha de caderno com texto escrito e ao final destaque com caneta marca texto amarela
  • Observe a organização do caderno do aluno. Utilize cores, separações organizadas para o registro de exercícios e estimule o aluno a organizar estes conceitos. Estes indicativos auxiliam a memorização de novos conceitos favorecendo as aprendizagens;
  • Se o aluno apresentar déficit em conceitos básicos, por exemplo, ainda não conhece o alfabeto e a turma já está iniciando a escrita de frases, utilize jogos que tragam estes conteúdos para o dia a dia da turma, por exemplo, jogos na quadra usando as letras do alfabeto, jogos de percurso ou de tabuleiros, jogos de memória entre outros;
  • Mantenha o material de apoio do aluno até quando for necessário (alfabeto, silabário, tabela numérica, entre outros)
  • É muito importante não descolar as atividades do aluno das atividades da turma, por exemplo se a turma está estudando fotossíntese a atividade do aluno deve ser de acordo com o contexto, considerando o seu nível de conhecimento; Se ainda não lê, retome o conteúdo oralmente e enquanto a turma responde um questionários o aluno pode localizar palavras chaves no texto, ou nomear as partes em um esquema (desenho) da fotossíntese, por exemplo; 
  • Os encaminhamentos para outros profissionais são muito importantes se, após uma ação intensa e específica realizada para a ampliação da aprendizagem deste aluno não surtir o efeito esperando e revelando outras questões a serem pesquisadas, como por exemplo: a visão, audição, transtornos de aprendizagem ou alguma deficiência. Leia mais em nosso artigo: Será que é dificuldade de aprendizagem, transtorno ou uma deficiência?

Quais são as suas dúvidas, suas sugestões de temas? Eu quero muito conhecer, aproveite o espaço dos comentários aqui abaixo.

Até o próximo artigo e aproveite para conhecer no INCLUzap.

O INCLUzap é nossa lista de transmissão exclusiva e aberta a todos interessados. Não é grupo, você recebe conteúdo exclusivo em educação inclusiva e pode tirar dúvidas e deixar sugestões de temas de estudo. Aproveite! 

Categorias